quinta-feira, 17 de novembro de 2011

sonho de amanhecer

estou com o estômago doendo e com a cabeça insistindo em não aceitar tantas desordens. o corpo pede paz, a alma procura se acalmar e uma criança chora. as normas paradigmáticas já não me interessam mais, quero o sorriso aberto e feliz de uma criança, sem compromisso, sem obrigação de estar feliz ou triste.

quero mesmo é amar sem precisar de ser impedido pelas normas...

adenildo lima

Nenhum comentário: