terça-feira, 29 de novembro de 2011

La intimidad y la emoción

Era uma tarde fria.Uma tarde daqueles dias em que a gente fica com vontade de deitar no sofá e ouvir uma música para lembrar os momentos passados; quer sejam bons ou ruins. E eu lembrei. Mas não estava deitado no sofá e muito menos na cama. Estava sentado na calçada. Lembro que o meu olhar estava cabisbaixo, sentia-me meio piongo, algo forte me movia, e eu não sabia o quê. Uma criança, sozinha, vem em minha direção rindo, brincando, toda feliz. E me olha, e me encara, ali, parada diante de mim. Os meus olhos continuam olhando para baixo, como se eu não estivesse vendo-a. "Moço, você tá triste?!", perguntou ela. Levantei o olhar em sua direção. "Moço, parece que você tá emocionado", enfatizou ela. Nada respondi. "Moço, você tá chorando?". "Sim, estou", respondi. Ela sorriu e foi embora. Lá na frente, bem na frente, parou, olhou para trás, ficou uns dois minutos me observando. E depois voltou. "Moço, qual o seu nome?". "Meu nome?!", perguntei meio assustado. "Sim, seu nome", disse ela. "Ou você não tem nome?". "Tenho", disse sem querer dar continuidade. "Foi sua namorada que te deixou?", insistiu ela nas perguntas. "Não, estou apenas emocionado", respondi com carinho. "Emocionado?!", falou ela com cara de espanto. E eu ri. Ela também. E parece que naquele momento nem eu nem ela sabíamos definir o que é emoção.

Adenildo Lima

segunda-feira, 28 de novembro de 2011

beijos

gosto do sabor do beijo do teu beijo no meu beijo quando nos beijamos ardentemente oh teu cheiro vindo do teu corpo rolando naquele cobertor vermelho fazendo-me te abraçar e enlaçar nossos beijos nos ensejos de um novo amanhecer

adenildo lima

quarta-feira, 23 de novembro de 2011

estar apaixonado

é tão bom estar apaixonado, lembro de você a cada momento e você se faz presente em mim, a distância já nem existe mais, a solidão faz parte para aumentar o desejo de estar ao seu lado olhando dentro dos seus olhos e abraçando seu corpo. estar apaixonado é viver conforme determina a paixão.

adenildo lima

Queen - LOVE OF MY LIFE - Rock in Rio 85

video

domingo, 20 de novembro de 2011

acorde

acorde
o acorde do piano
começa a despertar
as crianças
levante
o levante do som
desperta os sonhos
chame
a chama sonora invade o lar
onde mora a harmonia
o som é suave
e voa como ave
acorde
que cada nota do piano
chama o seu nome

adenildo lima

falando de amor...

minha jovem menina, a cada dia que se passa sinto mais vontade de estar ao seu lado. por várias vezes tento roubar do tempo um tempo para ficarmos a sós. tudo é tão corrido. às vezes acho que você sente vontade de ficar ao meu lado, e ao mesmo tempo algo desvia. sinto que existe um muro entre nós. talvez seja a sua profissão, tão angustiante, mesmo você gostando dela. confesso que me sinto um pouco assustado. por que barreiras para o amor? o que eu mais quero neste breve tempo em que nos conhecemos é poder desfrutar de bons momentos. sinto vontade de abraçar teu corpo, beijar teus lábios e sentir o pulsar do teu coração. não consigo entender, te cumprimento com um beijo, mas você é fria, tento te abraçar com mais carinho, você parece ausente. até parece em alguns momentos que a sua sensibilidade, que chamo de humano, está desaparecendo. mas você é meiga é doce; por detrás do seu olhar demonstras isso. às vezes tenho dúvidas se as minhas palavras têm algum significado para você. eu sou isso que teus olhos enxergam em mim, mas não sei o que eles veem. sei que gostas de mim, e eu também, mas onde e aonde podemos chegar, tenha certeza: depende mais de você.

adenildo lima

CRIOLO - 4 da manhã


Auditório do Ibirapuera ao lado do pianista Lula Alencar, no projeto Na Mira da Música Brasileira. A concepção ficou por conta de Myriam Taubkin e Gabriel Fontes Paiva, direção musical de Myriam Taubkin e direção cênica por Gabriel Fontes Paiva. Confira abaixo a introspectiva 4 da Manhã, com Criolo no vocal e Lula Alencar no piano.

video

quinta-feira, 17 de novembro de 2011

sonho de amanhecer

estou com o estômago doendo e com a cabeça insistindo em não aceitar tantas desordens. o corpo pede paz, a alma procura se acalmar e uma criança chora. as normas paradigmáticas já não me interessam mais, quero o sorriso aberto e feliz de uma criança, sem compromisso, sem obrigação de estar feliz ou triste.

quero mesmo é amar sem precisar de ser impedido pelas normas...

adenildo lima

terça-feira, 15 de novembro de 2011

paula

ainda lembro de você, e juro que não quero, mas não consigo. você se faz presente a cada momento. sinto falta dos beijos e dos abraços e dos nossos corpos entrelaçados; era tão bom, tudo era muito bom. seu cheiro, seu sorriso, seu olhar, nossas histórias estão guardadas aqui para sempre, talvez.

paula, o dia passa, as horas; tudo passa e só o amor permanece em nós. lembro de você dizendo que voltaria depois da festa, e nunca mais voltou. a rua do outro lado de lá continua na minha triste lembrança, éramos tão felizes. a vida é uma surpresa, né, paula? ela surge e de repente termina numa hora qualquer.

lembro de você, paula, e juro que não queria, as lembranças me fazem sofrer, mas é gostoso lembrar de você, as lembranças são sempre boas, ruim mesmo é saber que não voltas mais.

adenildo lima

chico buarque presta homenagem a criolo

video

sexta-feira, 11 de novembro de 2011

Paradise - coldplay - lançamento do cd ao vivo em Madrid

video

Toque de recolher

Na noite em que rolou o cine-debate com “Cortina de Fumaça”, terminado os trabalhos e ao sairmos da Casa de Cultura Palhaço Carequinha, tivemos uma experiência que deixou a todos os presentes bastante perplexos e incomodados.

Nesta noite de sexta-feira era dia de ensaio de uma escola de samba, que costuma ensaiar ali na praça onde se localiza a Casa de Cultura, onde estavam presentes e se divertindo centenas e centenas de adolescentes. A diversão era a marca deste encontro, em que não visualizamos desavenças até o momento em que os agentes da polícia militar resolveram se manifestar impondo o “toque de recolher”.

Embora tal prática seja inconstitucional, e diferentemente de outras localidades, não está definida legalmente – ainda que inconstitucional – os milicianos que estavam no local desde o início da festa, por volta das 23hs, logo após cessar o batuque da bateria, iniciaram uma ação para a desocupação do local, no sentido de limpar a praça dos “indesejáveis” adolescentes que somente estavam ali para se divertir.

Ressaltamos que o distrito do Grajaú é o mais populoso da cidade de São Paulo, contando com uma população de mais de meio milhão de habitantes, sendo que a única Casa de Cultura da região é esta onde foi realizado o cine-debate na última sexta-feira, motivo pelo qual a praça em frente tornou-se um ponto de encontro dos adolescentes e jovens da região.

Em conversa com os moradores da localidade, revelou-se que se trata de uma prática comum a polícia militar, após determinado horário, realizar operação para a expulsão da galera que fica ali na praça, sendo que houve relatos de que já houve situações em que os policiais se utilizaram da força física e bombas de gás lacrimogêneo (alcunhadas de bombas “de efeito moral”) para forçar a saída dos adolescentes.

Neste dia percebemos que não foi necessária a utilização de tais aparatos, pois a operação foi realizada utilizando-se “apenas” da força intimidatória das fardas e armas militares, além dos comandos de voz bradados aos grupos de adolescentes de “sai daqui agora que eu to mandando”, “se vocês não saírem chamaremos o choque e atacaremos bombas”.

Todas as pessoas do grupo que acabara de sair do debate ficou bastante impressionada com a movimentação ocorrida, ao perceber que os adolescentes se deslocavam como gados rumo à retirada da praça pública.

Neste momento membros da equipe do CEDECA Interlagos se dispuseram a conversar com o comandante da operação para entender o porquê da ordem de retirada, e o comandante, com armas em punho, afirmou que o que estava fazendo estava direcionado ao “bem dos próprios adolescentes”, à garantia da “ordem e da incolumidade pública”, e que estaria, segundo seu entendimento, amparado constitucionalmente para a realização daquela operação.

Enquanto a equipe do CEDECA, do coletivo DAR, do Imargem e do CEDHP, estavam conversando com o comandante, a praça foi aos poucos se esvaziando por completo, e os adolescentes se deslocando na tentativa de acharem um outro local onde pudessem permanecer e se divertir.

Relatamos aqui esta experiência no sentido de se dar transparência à forma como que o Estado de São Paulo vem “cuidando” de seus adolescentes, especialmente aqueles com morada nas periferias da capital, o que nos dá provas concretas de que o “toque de recolher” vem se disseminando ampla e indiscriminadamente na sociedade.

Como calar é sinônimo de consentir, viemos aqui nos manifestar para que não fiquemos inertes diante de tamanha violação do direito de ir e vir das pessoas, dentre as quais se incluem os adolescentes, que independentemente de estarem na periferia ou na região central da cidade, têm o mesmo direito de se divertirem e de se sentirem livre para isso.

Por fim, deixamos aqui aos interessados, a matéria produzida pelo Coletivo DAR sobre o ocorrido, que traça uma comparação dentre a cena de “toque de Recolher” ocorrida no dia do cine-debate no Grajaú e a cena ocorrida com os alunos da USP e os policiais militares de plantão na Universidade, esta, diferentemente da primeira, televisionada amplamente pelos meios de comunicação de massa.

Por CEDECA Interlagos: http://cedecainterlagos.wordpress.com/

Confiram no link abaixo da USP ao Grajaú

http://coletivodar.org/2011/10/da-usp-ao-grajau-o-fascismo-em-dois-atos/

quinta-feira, 10 de novembro de 2011

grade of instrucion

- professora, por que na universidade tem que explicar tudo?
- porque a academia é diferente.
- ah, entendi, são desprovidos de inteligência?
- o quê!!?


adenildo lima

adolescer

- mãe, o meu sonho é ser adulta.
- pra que, filha?
- ah, deve ser tão bom.
- quem disse isso?
- adulto faz um monte de coisas.
- faz nada, filha, e ser adulto é caminhar para a morte, permaneça criança.
- nossa, mãe!

adenildo lima

diálogo distorcido

- meu amor, tu sabes que eu te amo.
- você confirma que eu sei?
- sim, eu sei que você sabe que te amo.
- será?
- você tem dúvida?
- sei lá, às vezes você é tão agressiva comigo.
- não é que eu seja agressiva, é que fico triste com sua ausência.
- não é apenas isso, na verdade você gosta de confusão.
- eu?!!! não é verdade, eu gosto de discutir o nosso relacionamento.
- hum, hum...
- nossa, você tá insensível hoje.
- desculpa, é que a cada dia você tá mais chata.

adenildo lima

educare

- mãe, a professora riscou toda a minha redação.
- por que, filha?
- ela disse que não entendeu.
- ah, isso é bom, quer dizer que você é mais inteligente do que ela.

adenildo lima

terça-feira, 8 de novembro de 2011

Palestras: Respeitando as diversidades, eliminamos a violência


















































































Este ano proferi quase vinte palestras em Escolas da Rede Estadual de São Paulo, como voluntário. O esforço foi grande, muitas dificuldades... Mas valeu a pena, e como valeu! Essas palestras tiveram como tema principal "Conflitos no ambiente escolar". Trabalhei em cima de dois títulos: "A importância do diálogo para resolução de conflitos no ambiente escolar" e "Respeitando as diversidades, eliminamos a violência". Tratei da importância do diálogo; fiz uma breve apresentação do Estatuto da Criança e do Adolescente, ECA; um resumo do bullying no Brasil e no mundo; enfatizei a importância do professor mediador, como um meio para resolução de conflitos no ambiente escolar, através do diálogo etc..

Meu muito obrigado a todos que colaboram para a realização deste projeto!!!

adenildo lima

segunda-feira, 7 de novembro de 2011

domingo, 6 de novembro de 2011

24h. por dia. quem sou?

quando se chega o último momento, é sabido que é chegado a hora. um segundo apenas e tudo vai embora para sempre. e para sempre é uma lembrança guardada em algum lugar da memória que memoria a vontade de viver; de quem fica.

quem fica nunca sabe quando vai partir. a partida parte o coração de muitos. e hoje, é quase impossível encontrar sensibilidade nos olhares das pessoas. alguns têm como objetivo principal erguer o nome de sua profissão 24h. por dia. e a vida que era para ser vivida passa a ser a vida das normas e regras exigidas pelos ditames de determinado setor. viver é tão bom, e muitos vivem 80 anos e não vivem um dia.

será que sobraria tempo para você pensar, depois da leitura deste simples texto, que é possível viver?

adenildo lima

JOHNNY CASH - HURT

video

quinta-feira, 3 de novembro de 2011

a emoção

a emoção é um sentimento perigoso. sei que existem milhares ou milhões de teses tentando explicá-la; viver é diferente. as páginas reescritas de um texto para formar outro texto, continua sendo o mesmo texto com uma roupagem diferente. falar que te amo, pode ser apenas um impulso movido por alguma coisa qualquer; amar é diferente. quem ama, ama de graça, e sem nenhum interesse; o interesse de amar já é o suficiente para se sentir bem.

a emoção é uma ação descontrolada, feita sem pensar; é preciso observar as flores, seus espinhos são preciosos, e furam. as lágrimas que lavam a minha face não são lágrimas emotivas; são uma prova de amor, uma demonstração maior que o ser humano pode oferecer a alguém. pular do precipício alegando que ama, não é amor, é loucura: pura emoção! eu gosto do teu sorriso nos risos da olhadela do teu olhar quando me olhas.

a emoção é a paixão de adolescente que ainda não conhece o perigo, ou gosta de desafiá-lo. prefiro as mulheres das vitrines às mulheres das passarelas. hoje é mais fácil encontrar sentimento no amor vendido do que encontrar no amor interesseiro. e todo amor é uma forma de interesse, mas o interesse por amar é apenas o interesse de amar, ao contrário das máscaras com suas frases escritas com letras de forma. e se você quer saber: eu te amo! e tu sabes que eu te amo. te observo a todo momento. o teu jeito meigo de ser até te faz mais mulher com olhar de criança que espera um abraço para dormir.

a emoção é um caminho rápido! um segundo e tudo pode acontecer. tenha cuidado!!!

adenildo lima

quarta-feira, 2 de novembro de 2011

brincadeira de criança

a passos longos, a vida caminha lentamente. em cada lugar é possível perceber algum sorriso à espera de dias melhores. amar, sonhar, viver, brincar são diversões que crianças fazem normalmente, e nós adultos, deveríamos seguir este exemplo. amar é amar sem nenhum interesse, a não ser o interesse de amar. quem ama esperando ser recompensado, não é amor. amar já é a própria recompensa. sei que um sentimento como este em pleno século 21, parece brincadeira de criança num parque, e como seria bom se todos nós brincássemos, a tristeza perderia espaço, o ódio não teria evolução, a falsidade não vigoraria, e amar não seria mais um compromisso, faria parte do próprio existir.

amar é ter esperança em si mesmo...

adenildo lima

terça-feira, 1 de novembro de 2011

Lula agradece a todos pelo carinho

Assistam abaixo, no link, Lula agradecendo a todos pelo carinho.

http://www.icidadania.org/2011/11/em-video-lula-agradece-pelo-apoio-recebido/

adenildo lima
Meu muito obrigado a tod@s que visitam este espaço. Um bom mês de novembro para todos nós.