segunda-feira, 17 de outubro de 2011

que mal tem o amor?

é perigoso este amor, você sabe disso. estou tentando resistir, mas você vem trazendo todo o poder que tem uma mulher ao ficar diante de um homem. não, não faça isso! te olhar é o meu castigo: a tua sensualidade, o teu jeito meigo de ser; esta voz suave... ah, não faça isso, os teus lábios molhados ao serem tocados pela língua acabam comigo. não, não me venha com este vestir transparente; este amor é perigoso, você sabe disso...

... ah, teu corpo, trazendo-me o milagre do amor ao encostar em mim. teus seios ao encostarem em mim, acabam comigo. você é mais do que tudo o que imaginei. este amor proibido aguça em nós a libido de viver tudo o que dois corpos desejam ao estarem entrelaçados, sendo apenas um. teu cheiro adentrando minhas narinas. teu corpo nú é a mais perfeita obra de arte já feita pelas mãos divina. oh, menina, tu és um livro em que estou folheando página por página neste momento que estamos juntos. é tão pouco tempo o tempo que temos para desfrutar desse amor...

o que é o amor, meu amor que mesmo sendo de outro você me faz sentir tão bem que até esqueço o mal que este amor tem? mas que mal tem o amor, meu amor?

ah, teu corpo abraçado ao meu, até parece ser meu...

adenildo lima

Nenhum comentário: