segunda-feira, 26 de setembro de 2011

São exatamente duas horas e vinte e dois minutos da madrugada. Em algum lugar do mundo, neste momento, tem alguém falando de amor. E eu, aqui, em pleno silêncio também estou tentando falar alguma coisa. Costumo dizer que tentar já é um grande começo.

O amor, como todos sabem, tem milhões de interpretações, alguns conseguem enxergar flores, já outros conseguem enxergar até mesmo maldade em um ato de amor. Sempre falo que um texto é interpretado conforme o conhecimento do contexto de cada um. Sim, exatamente, conforme o contexto de cada um. Por isso é necessário que tenhamos respeito pelas diversidades. Se é fácil? Não! Os grandes conflitos existentes são dentro de nós mesmos. É preciso olhar com calma, com carinho o nosso olhar, quando nos olhamos no espelho. Não são as maquiagens que vão esconder a dor existente em cada um, por detrás do olhar é possível que exista alguma lágrima denunciando a dor.

Amar é uma tarefa difícil, mas felizes os que amam, a eles é dado o dom de perdoar...

adenildo lima

Nenhum comentário: