quinta-feira, 22 de setembro de 2011

Passos...

A estrada é longa, caro amigo: um passo, dois passos, três passos; um passo. As pernas se sentem cansadas. Os olhos buscam no horizonte uma luz que possa clarear os passos. Joana senta à beira do caminho. Observa o tempo. Lembra do tempo de criança. Uma lágrima cai. Um sorriso disfarçado, misturado com uma esperança continua a acreditar... A estrada é longa, caro amigo. Joana lembrou também do tempo que tinha milhões de poderes, ou, a sua profissão lhe dava isso. Teve seu cargo exonerado. Só ali, naquele momento, descobriu que nunca teve poder nem um. Joana era forte, era uma menina, era uma mulher... mas só descobriu tudo isso ali, à beira da estrada.

A estrada é longa, caro amigo. E viver é uma luta árdua.

adenildo lima

Nenhum comentário: