domingo, 4 de setembro de 2011

Crenças e descrenças

É preciso confiar em alguém e acreditar que ainda existem pessoas boas. Um sorriso perdido, numa esquina qualquer, pode valer bem mais do que um abraço ou um elogio cheios de interesses. Eu não posso ser para você o que você quer que eu seja, mas podemos conviver juntos com as nossas diferenças em perfeita harmonia, e isso só depende de nós, e se depende de nós, o que estamos esperando? Não é porque o mundo está "desacreditado" que vamos deixar de acreditar que possamos fazer algo bom, afinal quem é o mundo senão uma parte de nós?

É preciso amar as crianças, mas não esquecer de respeitar os adultos. Amar não pode ser uma fonte de interesses. Amar é amar por simplesmente amar, sem interesses, sem pretensões. O simples motivo de amar já é um grande passo para a conquista de tantas coisas boas.

adenildo lima

Nenhum comentário: