quinta-feira, 15 de setembro de 2011

Brincando com as coisas do mundo

Ainda há tempo para amar, para sorrir, para brincar, para gritar, para chorar... ainda há tanto para tantas coisas. Quem disse que não há tempo para perdoar? Há, sim, há tempos para perdoar. O tempo que não deveria existir seria o tempo para odiar. Por que há tempo para odiar? Será que há? Não sei, em toda a minha vida procuro sempre amar. Não tenho culpa se de repente alguém não gosta de mim, mas isso não me leva a encontrar motivos para odiá-lo. Ainda continuo acreditando que o amor é a arma mais poderosa. O amor é carinhoso, é sutil, não fere por maldade; quem realmente ama não fere por maldade. O que precisamos mesmo é não carregar ódio ou rancor. Pesa demais!!! Por que carregarmos peso se podemos carregar o amor que é tão leve?

adenildo lima

Nenhum comentário: