domingo, 18 de setembro de 2011

ápice do amor

mesmo que você diga que não, menina, sei que estás querendo um pouco mais... de amor. abraçar o teu corpo, sentir as batidas do seu coração e os seus gemidos de prazer ao ter o teu corpo unido ao meu. mesmo que você fale que está bom, sei que podemos melhorar, já que amor é dado de graça e com graça podemos viver um pouco mais de diversão. ah, teu suor adentrando minhas narinas com cheiro de sexo é tudo o que o ápice precisa para chegarmos ao orgasmo. e enquanto o mundo grita por dor, aqui, nós, casa afora sem hora vivemos tudo o que podemos desfrutar. e mesmo que você diga que sim, sei que o prazer mesmo virá depois do sexo. ah, abraçar teu corpo, beijar teus beijos, sentir sua respiração de satisfeita... esta sim, é hora perfeita para concretizar o que começamos no tapete, ou no sofá, na pia, ou no banheiro, na cozinha, ou numa área qualquer. agora sim, meu amor, podemos dizer que o amor está concretizado.

adenildo lima

Nenhum comentário: