sábado, 24 de setembro de 2011

2011

são luzes acesas pelo centro da cidade clareando as luzes apagadas dos postes. uma criança passa pedindo um pão para alimentar seus desejos famintos. é um sonho, é uma esperança no olhar daqueles que ainda amam. amar é uma tarefa árdua. e viver é bem mais difícil do que os livros de foucault, sartre, drummond, graciliano, machado, dostoiévski.... viver é uma tarefa complicada posta no meio da estrada sem luz para brilhar nos horizontes das crianças famintas de amor, de colo... materno é uma palavra quase impossível de encontrar neste século 21.

adenildo lima

Nenhum comentário: