domingo, 7 de agosto de 2011

A crônica do outro

Amizade é algo bom, sem dúvida! Mas têm amigos que sempre esperam que o outro o procure. Aí é complicado, sabe? Por... parece que todas as amizades precisam sempre ser levantadas pelo o outro?! Será que é apenas o outro que é amigo?

"Nossa, você sumiu, o que anda fazendo da vida que nunca mais entrou em contato comigo...??!!!"

Diante dessas perguntas meio que infinitas, interrogativas e exclamativas fico pensando no motivo que levou aquele amigo ou amiga a não entrar em contato com o outro e ficar esperando um telefonema. Caramba! é difícil, muito difícil. Precisamos ter o mínimo de sensibilidade para saber que também somos amigos. Não é só o outro que é amigo, eu também sou amigo. Pois, qual o motivo que me leva apenas a esperar que o outro entre em contato comigo?

Sim, acrescento ainda mais em primeira pessoa: que amigo é este que não procura saber do outro quando ele some um pouco? E se de repente o outro estiver passando por dificuldades, até sem forças para procurar um amigo? Para mim, amigo não é aquele que elogia o outro, mas sim, aquele que procura fazer com que o outro saiba que o verdadeiro amigo critica, xinga, briga (apesar que não gosto de brigas) sempre com o objetivo de protegê-lo. Esse sim, é amigo.


Eu mesmo sou um amigo chato. Não me perguntem se não estão preparados para ouvir a resposta. Mas deixo claro, tenho a amizade como um dos sentimentos mais forte e sincero. E valorizo muito meus amigos. Inclusive, até para namorar não procuro inimiga.

Gosto de bons relacionamentos...

adenildo lima

Nenhum comentário: