sexta-feira, 8 de julho de 2011

O sabor das palavras

Costumo dizer que as palavras têm sabor. Trato-as como um alimento, e é, para mim. Fico triste ao ouvir: "Não sei escrever", "não sei falar a língua portuguesa...". Todos nós, brasileiros, sabemos falar o nosso idioma, e muito bem. E acrescento, para falar bem uma língua não é necessário dominar a Gramática Normativa, já que o objetivo principal do falante é a comunicação, é ser entendido.

Sim, falo a comunicação. O meu pai tinha apenas a 4ª série, hoje seria o 5º ano do ensino fundamental I, e digo que o ensino dele foi a base de toda a minha aprendizagem para a leitura de um texto. Foi ele que me ensinou que é preciso respeitar a pontuação dentro de um texto, que o texto precisa ser lido com alma, dando-lhe ênfase e tonalidade.

Quando falo comunição procuro deixar claro que todo o ser humano tem como objetivo principal poder ser entendido. Alguns querem ser entendido através da manipulação da linguagem, outros querem ser entendidos com uma mensagem de amor, e outros sonham em poder ter o respeito de todos sem ser discriminados pela sua cultura linguística. E assim a comunicação se faz mote no idioma de um país.

Sei que escrever é uma tarefa árdua. Aqui mesmo neste texto que estou escrevendo agora, se algum estudioso de Gramática Normativa, ou, Tradional, se posso dizer assim, for fazer a leitura destas simples palavras, possivelmente sinta a vontade de reescrevê-las. Mas antes de qualquer decisão que ele (a quem chamo de Tradicional) possa tomar, precisa saber que neste espaço, escrevo improvisos, que tenho como objetivo principal transmitir o que estou sentindo através das palavras. Se o meu texto atingir isto, estou feliz.

É,
As palavras têm sabor, experimente-as!!!

(eu ia escrever mais, mas faltou coragem agora. rs)

adenildo lima

Nenhum comentário: