quinta-feira, 21 de julho de 2011

natália

sim, natália, são teus lábios que me atraem. o bater suave deles, quando você fala, levam-me ao delírio... oh, esse teu sorriso. a sensualidade que eles transmitem valem mais do que qualquer beijo sem conquista. ainda lembro, natália, aquela noite que nos abraçamos, nos beijamos e fizemos amor. o teu corpo quando veio de encontro ao meu, tremi como se fosse a minha primeira vez. teus cabelos compridos e negros pareciam voar quando você caminhava em minha direção. e teus olhos são duas luzes poderosas a mim. lembro perfeitamente quando senti teus lábios beijando os meus. parecia que nossos corações iam explodir. foi tão bom aquele momento, até juramos amor eterno um ao outro enquanto nossos corpos deixavam de serem dois para serem apenas um. e aquele amor que juramos continua, juro! eu continuo te amando, natália. foste a primeira mulher que me fez descobrir o que realmente é uma mulher. e como depois de você consigo me dar bem com as demais. sim, eu sei que foi um momento até inesperado aquele nosso encontro, mas nós nos amávamos, e isso basta para qualquer relacionamento. como tive saudade, natália, quando vi você pegando o voo para ir para a califórnia. maldita califórnia tirou você de mim. nos abraçamos, nos beijamos, choramos... lá no aeroporto, parecia até despedida de morte. e você partiu. ficamos mantendo contato por muito tempo, e nunca negamos o que estava acontecendo. você falava que passeava bastante, que namorava (quando sobrava um tempo), até que em uma vez você disse que estava noiva. gelei! confesso. dois anos depois você casou. até me convidou para o seu casamento. mas quem disse que eu podia ir? maldita califórnia! e hoje não moras mais na califórnia. mora em paris. ah, e como eu tenho vontade, natália, de conhecer paris. gostaria de poder me encontrar com você. gostaria... são teus lábios natália que me destroem: sinto o sabor deles a todo momento, acredita? ah, natália, são teus lábios. doces lábios de mel...

adenildo lima

Nenhum comentário: