terça-feira, 10 de maio de 2011

você e você e você

sei que você acha que te esqueci, pois faz tempo que não escrevo aquelas lindas palavras de amor direcionadas a você. não sei, mas acho que você nunca aprendeu a valorizar todo aquele amor que continua sendo este amor. também sei que você teve medo de levar adiante aquele sentimento, que não vou descrever aqui, e a vida vai passando e tantas coisas boas deixamos de viver. perdemos de sentir os nossos lábios unindo os nossos corpos, perdemos de viver um amor tão atraente, sincero e amigável. você sabe que nas noites solitárias lembro de você? e lembro de tudo o que não vivemos. sendo sincero muitas vezes imaginei-me andando de mãos dadas com você, e sempre tive medo de algum dia vê-la dividindo isso com outra pessoa, que podia ser comigo. não que eu seja egoísta, mas te desejei várias vezes ao meu lado caminhando por aí, dividindo a mesma sala de um cinema, debatendo as mesmas maneiras de brincar com as coisas ruins da vida. e a vida é uma loucura, mas nós perdemos de viver tantas coisas boas, mesmo vivendo bastante. mas quero que saiba que não sou eu o culpado. você sempre soube que tudo isso esteve em suas mãos, mas nunca deu a atenção necessária, talvez por medo, talvez por se achar incapaz de levar esse amor adiante. você sabe que adiante é sempre um passo que podemos dar.

você e você e você um dia sentirá falta de tudo o que não vivemos, mas não se sinta culpada: um passo adiante é sempre um novo caminhar.

adenildo lima

Nenhum comentário: