sexta-feira, 11 de março de 2011

Professor é igual a lixo para o sistema governamental de São Paulo

Tudo o que precisamos é viver, mas está difícil. A vida já não é mais um direito humano, passa a ser a cada dia que se passa uma necessidade de sobrevivência de cada um. E como é complicado sobreviver. Os quatro cantos do mundo estão fechados com apenas quatro guardas, mantendo todo o poder através do dinheiro. Sim, isso é uma metáfora, sabemos que não são quatro guardas, mas sabemos que é uma minoria que tem o poder nas mãos. Educação?!!! Ser professor na cidade de São Paulo é humilhante, o sistema governamental trata os profissionais como lixos; sem falar da burocracia que encontramos nas diretorias de ensino, nas escolas... mas tudo isso, sim, é um reflexo dos mais de quinze anos do mesmo governo. Educar pra quÊ? Pergunto eu, pobre mortal. E a resposta vem nas salas de aulas lotadas, nas escolas desprovidas de recursos educacionais, nas lágrimas lacrimejando na face desesperada dos docentes, muitos que, acreditavam e acreditam que pode fazer um país melhor. Educar pra quê? pergunto mais uma vez, se a sociedade, se a juventude sem conhecimento é bem mais fácil de ser manipulada. E como é, disso sabemos.

Mas mesmo assim ainda há um sorriso perdido no olhar de alguma criança, fazendo com que tenhamos esperanças para seguir, pois para ser professor não é preciso apenas carne e ossos, é preciso, na verdade, ter ALMA, só que até a alma dos mestres estão sendo massacradas.

adenildo lima

Nenhum comentário: