terça-feira, 1 de março de 2011

alone

deitei
cansado
esperando o sono chegar
não veio
levantei e fiquei ouvindo o barulho da chuva
abri um livro e li um poema, ou, aliás, alguns versos
tentei improvisar alguns
não consegui
lembrei dos amores e das paixões e do primeiro beijo
que eu nem lembrava mais
liguei o rádio
tocou uma música que falava alone alone alone
e alguém perguntando se eu estava bem
abracei a madrugada e o frio suave do decair da noite
sem muita esperança de um novo amanhecer
mas sendo sincero
aquele beijo que ela me negou ainda sinto o sabor
às vezes amargo
noutras vezes doce
só que agora preciso deitar
de repente sonho algum sonho bom
e improviso algum poema no decair da tarde

adenildo lima

Nenhum comentário: