sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011

um diálogo com joão

eita, joão, como as flores e folhas secas no chão passam despercebidas. antes, quando elas estavam na árvore as pessoas até ficavam debaixo para usufruir de sua sombra. como as coisas são, joão, poucos percebem que aquela árvore pode voltar a sorri com suas folhas e flores soltas ao vento. hoje, ela está sozinha, você percebeu, joão? percebeu, sim, você é um cara sensível, e amigo.

as amizades são passageiras - será joão? como vamos saber né, é difícil penetrar a alma das pessoas. e pior, elas usam máscaras. você viu a árvore? quando ela estava com as folhas e flores dando alegria para quem passava por aí, era querida. hoje, parece que ela nem existe mais.

mas vamos esperar a primavera, pois as raízes continuam vivas...

adenildo lima

Nenhum comentário: