quinta-feira, 10 de fevereiro de 2011

Lapsos

A morte é um lapso da vida, que passa tão rápido que você não consegue enxergar o que aconteceu. É um segundo vivido vindo depois de milhares de horas. A dor mesmo é para quem fica, pois ficam as lembranças de tantos momentos felizes e, quem fica, não quer acreditar que aquilo aconteceu, e até pensa que poderia ter mudado aquela história.

Para quem foi, tudo bem, nem sabe o que aconteceu, apenas partiu para nunca mais voltar. E toda partida é um pouco triste, até mesmo quando, muitas vezes, é por motivos de felicidade. Viver é uma tarefa difícil, como costumamos dizer, é uma luta constante.

Sei que precisamos viver, pois quando perdemos alguém próximo parace que a vida perde o sentido. Sim, é viável e compreensível a tristeza, os lamentos e as dores. E é compreensível também que soframos por amor.

E nos cemitérios estão todos intactos, já que lá é um lugar realmente democrático.

adenildo lima

Nenhum comentário: