quinta-feira, 3 de fevereiro de 2011

A beleza de uma folha

Que beleza existe, disso ninguém tem dúvida, e existe em todos os lugares em que a nossa sensibilidade possa enxergar ou sentir, mas hoje estou aqui para falar da beleza duma folha. Sim, de uma folha. E de uma folha seca que diante dos meus olhos dançou como uma bailarina movida pelo vento, indo e vindo, vindo e indo. Fiquei encantado, confesso.

Sei que muitos podem achar isso a coisa mais banal, mas para mim, a beleza existe nas coisas mais simples, até mesmo num olhar perdido de uma criança, ou de uma mulher apaixonada. Alguém já parou para observar como é lindo o olhar de uma mulher apaixonada, ou o sorriso de uma criança? É maravilhoso, assim como a folha seca bailando no ar.

Hoje assisti a dois filmes. Para muitos, eles podem ser filmes banais, pois trata de temas que todo mundo já tratou de alguma maneira. O primeiro foi "O amor e outras drogas". É um filme divertido, que trata de assuntos conhecidos como, por exemplo, a paixão, o amor, as contradições humana, mas a sensibilidade dele misturada com humor e drama e, até mesmo, um pouco de comédia, deixa uma mensagem boa, assim como a folha seca bailando no ar em plena metrópole. Já o segundo, trata de temas mais conhecidos ainda, só que sendo na mesma temática, se posso dizer assim. É o "Amor ou amizade?".

Esse filme retrata um tema que vivemos diariamente, as confusões de amigos que se apaixonam e ficam meios que perturbados sem querer assumir. É um filme divertido, bricanlhão, besta, meio abobado, mas que gostei bastante, até mesmo pela sensibilidade abordada nas personagens, tão sensível quanto o balanço da folha seca bailando pela força do vento em plena metrópole.

É, a beleza é como uma semente solta por aí...

adenildo lima

Nenhum comentário: