quinta-feira, 12 de agosto de 2010

mistérios

Ela ainda tinha esperança de um dia vê-lo voltar. E sonhava a cada dia que passava. Sonhava em abraçá-lo, beijá-lo, sentir seu cheiro; aquele cheiro de pele adentrando suas narinas. Wilma só não esperava que um dia pudesse parar de sonhar. E parou. Wilma, era tão jovem, tão menina, tão mulher, e cheia de forças, mas, infelizmente não pode realizar seu sonho. Ele tinha partido sem nada avisar. Tinha partido para nunca mais voltar. Hoje, Wilma ainda pensa em um dia poder sonhar, mas só restam lembranças de uma Wilma sonhadora em cada olhar de quem a conheceu.

adenildo lima

Um comentário:

Sam disse...

E histórias assim, se repetem tanto...