sábado, 21 de agosto de 2010

meu nome

acho que você esqueceu
de perguntar
o meu nome
e eu fiquei sem nome
sem face
sem identidade
aos teus olhos
acho que ficou apenas
uma pena voando
de imagem soltas
em sua imaginação
se tivesses perguntado
o meu nome
saberias um pouco
da minha história
e a minha história
é minha vida
e eu não seria
apenas uma
pena
em sua imaginação

adenildo lima

Um comentário:

joyce domingos disse...

coisa mais linda!

sorte daqueles que sabem lidar com as palavras,fazer poesia!

bjo