terça-feira, 31 de agosto de 2010

andreza

um sorriso no olhar estampado
um pai em prantos, lá fora
defronte uma escola
uma cena descrita
por uma acompanhante
centenas de jovens e adolescentes
brincam
no intervalo
da vida
um sorriso
uma lágrima
a filha
o pai
um recado prestes a ser dado
a vida é um dado
quadrado
retangulado
inventado
complicado
dado
uma adolescente sem a mãe
um pai e uma filha em prantos
flores
lembranças
dores
amores
andreza
já não sorrir mais
os sonhos
e flores
hoje
são dores
construídas por atos
covardes
desses seres
brutos
vestidos de humano

adenildo lima

Nenhum comentário: