domingo, 18 de julho de 2010

Nauseando 10

Carla abriu a janela do quarto, ficou olhando o tempo passando pela janela dos seus olhos. Ela estava cansada, deprimida, revoltada e, talvez, sentindo-se mal amada. Pensou em desistir da vida, ficou procurando uma maneira para o suicídio. É, Carla estava decidida a suicidar-se.

Saiu rua afora, caminhando noite adentro, beijando o vento, abraçando cada esquina, xingando a situação precária do seu país... afinal estava decidida a cometer o suicídio. Abriu os braços no meio de uma avenida e gritou:
- Passem por cima de mim!!! Sim, passem por cima de mim, quero que vejam o meu corpo igual ao concreto desta avenida.

Um caminhão veio, e parou bem próximo a ela.

- Filho da puta, essa merda não serve nem pra mim matar? Seu inútil!!! motorista de merda.

Revoltada foi para a estação de metrô.

- Agora quero ver se não destruo essa merda de vida!!!


***

- Carla, quanto tempo sem te ver... que saudade, menina...

"puta, merda, atrapalhou todo o meu projeto", pensou ela, mas abraçou a amiga e demonstrou satisfação em revê-la.

E a vida continou nauseando em cada esquina, já que viver é desfrutar de cada momento e aproveitar cada oportunidade.

adenildo lima

Nenhum comentário: