quinta-feira, 24 de junho de 2010

sete chaves

Era uma manhã sombria aos olhos de Lucas. Ele acordou, olhou o tempo, pensou nas palavras que falou para Patricia. Patricia foi sua primeira namorada. Depois de nove anos eles se encontraram. Lucas ficou nervoso, não conseguiu esconder que ainda gostava dela, não conseguiu esconder que sentia ódio guardado naquele coração que tanto a amou.

"Você foi covarda, Patricia, não precisava fazer aquilo que você fez, poderia ter vindo a mim, numa boa e falado."
"Lucas, faz tanto tempo que nos encontramos, sei que na última vez não foi algo tão prazeroso, mas eu gostaria de pedir desculpas, ódio, rancor não vão levar a lugar nenhum. Esquece o passado, vamos deixar as diferenças de lado, vamos ser amigos..."

"Amigo de você, nunca!!!"

Ele falou isso e saiu. Chegou em casa, ao deitar, ficou pensando nas palavras que Patricia falou. E diante do amanhecer, aquela manhã vinda cheia de vida, pensou:

"É, não vale nada guardar rancor, se não tivermos amor o que temos em nós....?".

adenildo lima

Nenhum comentário: