sábado, 10 de abril de 2010

solidão noturna em pleno meio-dia

solidão é uma palavra bonita e suave aos meus ouvidos. e que digam os artistas! solidão não existe para quem conhece a vida, existe para as pessoas que nunca passaram por uma dor; digo: uma dor. perguntem para um habitante de rua, o que é solidão!? possivelmente ele responderá que é um vazio nos olhares das pessoas mascaradas com o uniforme imposto pelas mídias. e eu, pobre rapaz sonhador, já não consigo mais enxergar humanos caminhando; na verdade, nesta pós-modernidade, não caminham, correm, e pra onde, ninguém sabe.

parece filme, mas as cenas são bem cinematográficas. e bonecas enfeitam as passarelas, e correm pelas calçadas nas avenidas, e nas vitrines, os manequins estão perdendo espaço. hoje, de humano, talvez só reste a esperança de um beijo sem vir com uma faca pelas costas.

mas hoje me veio uma solidão através dos olhares perdidos destes passantes

adenildo lima

Nenhum comentário: