quarta-feira, 18 de novembro de 2009

e mortal

que a vida passa por um piscar de olhos isso é verdade e diante dessa situação nós humanos não aceitamos ter momentos tão breves e assim construímos nossos deuses nossos alicerces dando sentido a uma continuidade incerta e a certeza passa a ser algo conforme a crença de cada um e os dias voam e as horas correm e os minutos já não são mais minutos e os segundos perderam o seu valor diante dessa multidão de faces do cidadão pós-moderno que procura a cada instante se encontrar se renovar se maquiar trocando pelo primeiro rosto encontrado nas esquinas e eu pergunto o sentido de deixar de viver em vida para esperar uma vida que ainda não conhecemos pois não tenho religião mas também não sou ateu acredito no amor no amor das pessoas que com um olhar carinhoso olha os detalhes simples e além do amor o que resta a não ser viver cada segundo sim cada segundo e um segundo é muito importante é o tempo suficiente para declararmos o nosso amor por alguém através de um olhar mas que a vida corre com muita pressa corre sim e quando olhamos o tempo já não é mais dia no lugar do sol uma lua tímida aparece com seu frio para acarinhar os nossos abraços os nossos sonhos das noites ninar ninando o grito dos adultos e os uivos dos lobos em orquestra harmônica de um mundo melhor

adenildo lima

Nenhum comentário: