domingo, 27 de setembro de 2009

As estações

E surgia a Primavera no olhar da minha prima Vera. Flores começavam a nascer enfeitando a ilha. E a ilha era uma casa perdida no meio de um lago cercado pela natureza.

Mas flores crescem, formam jardins e até sorrisos nos olhares das crianças. Depois secam dando lugar ao Verão. E no Verão as crianças se apaixonam pela poesia deixada nas folhas secas de cada pétala de flor.

A prima Vera já não é mais criança, já passou duas estações na vida. Agora, ela entra num período de transição: o Outono começa.

Vera conhece as indústrias, a vida humana, a vida dos humanos. O poder humano é tão forte que faz despertar no lugar das flores um monstro. A minha prima Vera briga, xinga, trai e até mata.

Sem rosto, sem flores no olhar ela volta para ilha. Aquela casa perdida no meio da natureza, cercada por um lago. E a criança que nasceu na Primavera fica adormecida no olhar da prima Vera.

E depois do Outono vem a Primavera.

Adenildo Lima

Um comentário:

Cris Animal disse...

Que lindooooooooooo !

Deu pra ver a casa, as flores, a ilha...deu pra ver a Vera mutante em suas estações. Deu pra sentir que a vida é mesmo isso: troca de
estações na nossa alma.

beijos