terça-feira, 25 de agosto de 2009

Na lista

São tantas faces facetadas e fingidas nas avenidas que já não cabe mais a mim identificá-las. Para resumir um pouco escrevo o que eu também não sei explicar e, nestas linhas, faço frases com ritmos poéticos, patéticos... e assim vou escrevendo sem começo e sem fim, talvez tenha um meio, mas um meio sem desenvolvimento.

O ser que chamamos de humano, nos dias atuais, está tão individualista, tudo bem que isso está na lista dos pós-modernistas nessa correria, essa agonia absurda de querer ser belo, conforme determinam os meios de comunicação, os shoppings; os panfletos de jornais. A guerra por um dinheiro querendo sempre mais e que não sobra nunca.

É, o que digo mais, amigo leitor?

adenildo lima

Nenhum comentário: