domingo, 9 de agosto de 2009

Cinzas e ventos

foram tantas palavras ditas, outras escritas
tantos momentos vividos, outros curtidos
tantas palavras faladas, outras amadas
tantos dias juntos, agora a neblina da noite cai, você não vem com aquele abraço, eu espero, mas você se foi, você partiu, jogou no ar, entregando ao vento em movimento os nossos mais belos momentos. Ah, se aparecesse algum louco poeta, ou algum poeta louco, talvez ele pegasse no ar nossos momentos e registrasse em poesia
eu iria sentir uma enorme alegria
e até gritaria alguns nomes
talvez maria
maira
mariana
ana
mara
e seria uma maravilha poder te reviver em um poema, poder lembrar a nossa história tão linda e, eu iria até acreditar no amor, na paixão, na ilusão e sonharia com uma vida bela
e talvez gritasse outros nomes
marcela
gabriela
isabela
bela
e ficaria com as flores e os risos da aquarela e não teria medo de me olhar no espelho e ver meu riso como rios.

lembraria o momento em que você disse que me amava enquanto nossos corpos se encontravam

adenildo lima

Nenhum comentário: