domingo, 23 de agosto de 2009

Concreto e discreto

Caminhando pela avenida, sem rumo e sem direção, apenas enganando o que chamo de vida, olho os prédios, olho as pessoas, olho os sorrisos misturados com as maquiagens, vejo um grande disfarce. Disfarço que não estou vendo, mas é impossível! É maquiagem demais nos corpos andantes.

adenildo lima

Nenhum comentário: