domingo, 28 de junho de 2009

Ninfa

Gabriela é uma menina ousada, bonita, simpática, exuberante. Ela me faz lembrar uma ninfa da mitologia grega. Imagino tê-la comigo num lugar só nosso, beijando aqueles lábios, que parecem doces, e tirando, dela, as roupas, e ouvindo seus gemidos de êxtase, entregando-se aos orgasmos múltiplos. Discorrer sobre o corpo dela com as pontas dos dedos e fazer, em ato, uma dissertação de amor, sem argumentos, quebraremos as regras da gramática, usando a linguagem poética e prosaica. Nesse texto, não usaremos pontuação.

Gabriela, minha ninfa donzela, bela quanto a aquarela. Ela, Gabriela, com seu corpo esquelético e magrela, esse amor, talvez seja realizado num verso ou numa tela.

adenildo lima


Nenhum comentário: