terça-feira, 5 de maio de 2009

As palavras e o silêncio

Têm momentos de nossa vida onde o silêncio nos doma, ficamos apenas com um olhar, às vezes solitário, noutras vezes, observador. As palavras, em alguns momentos, parecem que somem, perdem o tom, perdem a contextualização, já o silêncio nunca perde a sua voz.

O silêncio, quanto mais silencioso, mais barulhento ele é. Ele é infinito, só quem ama pode decifrar os seus segredos. O olhar de uma pessoa apaixonada, o sorriso de quem consegue fazer algo útil, o abraço silencioso de alguém que amamos, a repreensão de um amigo com o olhar, diante de nossos atos, o beijo sem voz da pessoa que amamos que, ao se encontrar, sem palavras, apenas se beijam...

As palavras dizem muito, mas o silêncio diz bem mais, precisa apenas que observemos mais as flores e a sua essência.

adenildo lima

Um comentário:

Cris Animal disse...

Oi Adelino...ainda estou viajando, mas hoje dei uma lida nos blogs....rs
Lindo texto. Lindo e verdadeiríssimo.
O silêncio realmente tem mil falas, uma voz que não cessa e que nos coloca frente à tudo que muitas vezes nem querenos ouvir.
Quanto maior o silêncio....como vc disse....
É, às vezes ele é tão imponente que dá medo!
Beijão pra vc
...........Cris Animal