quarta-feira, 11 de março de 2009

Diante da morte

(História verídica)

Uns gritos surgem, enquanto leio alguma coisa sobre a África, uns gritos desesperados. Pensei: África! Não, é Brasil mesmo. Um senhor, diante da morte, grita pela vida, desesperado, coloca a mão sobre a ferida, onde foi esfaqueado "Quero ver meus filhos' 'não, não ... não quero morrer".

A morte ali presente, olho no olho, ele temendo a todo momento grita pela vida, grita pela família. Alguém aparece com urgência e lhe socorre. Já desmaiado, é posto no carro.

Dia seguinte.

"onde tá seu irmão?"
"tá no hospital"
"você não vai olhar o papai?"
"criança não pode".
"ah...."
"mas papai vai voltá"

adenildo lima

2 comentários:

G. Borges disse...

Uau cara , você viu mesmo isso ?

Soube passar a emoção perfeitamente, dá até nó no estômago de ler ...


BeijO*

Cris Animal disse...

E este é o país do futuro...imagine o resto.
A gente chora ou ri quando ouve essas merdas de políticos falarem por ai?
Paísde que??????????
Mundo de que?
Texto forte .... triste!
beijo grande
...............Cris Animal