quarta-feira, 25 de fevereiro de 2009

A pílula da juventude

Neste momento me veio um sentimento de revolta. Se isso é bom, eu não sei.

E para dar continuidade a este texto, faço uma pergunta: que mundo é este?

O egocentrismo e o individualismo das pessoas é muito grande, maior do que o próprio ,e bem mais longo do que o caminho por onde anda. Enquanto um cidadão, dito humano e democrático, ganha 1 milhão por hora, o cidadão comum luta para ganhar dez reais para saciar a fome de uma criança que não pode mamar mais, pois o sangue desnutrido daquela mãe já não fabrica mais o leite materno.

Eu sei que sou mais um sonhador neste mundo, mas quero que saiba que acredito muito em mim. Já derrubei barreiras, já enfrentei vendavais e, aqui estou conversando com você. Ao contrário, não estaria aqui.

Falo isso apenas para dizer que cada um faz e luta pelo o que acredita. Eu acredito que as pedras minam água, mesmo em cima de uma rua de concreto. Eu acredito que a flor que é tão romântica aos olhos da humanidade, também tem espinhos, e eu sei que os espinhos são o equilíbrio do amor. E quem duvida disso?

A juventude tomou a pílula que cura a dor, a pílula do silêncio! e assim, estamos sendo assassinados aos poucos, com uma dor calma e silenciosa.

Que sejam louvados nossos políticos, pois no lugar de reeducar e educar a sociedade, constrói uma escola. Legal1 isso gera voto, é visível!!!

Mas não sequem as lágrimas das pedras, preserve a fonte. Há mais de 20 anos, Renato Russo já perguntava: Que país é este???!!!!

adenildo lima

Nenhum comentário: