quarta-feira, 28 de janeiro de 2009

Ontem e hoje

É 4ª feira, soltos na calçada, amigos, parentes... conversando, bebericando uma batida de vódica, sentindo a alma leve, lembro dos simples detalhes da vida:

Lembro quando ainda era apenas uma criança, eu brincava de colher laranjas nas laranjeiras, jaca nas jaqueiras... e acordava muito cedo para poder abraçar o sol. Eu amava o sol, ele vinha por detrás de uma montanha, aquilo me encantava, eu amava o seu silêncio, que aos poucos ia esquentando.

Eu era apenas uma criança, mas ainda lembro, aquela criancinha permanece dentro de mim, e é o mais importante deste jovem garoto perdido na grande metrópole. Aqui, eu sinto falta do meu amigo sol, ele não aparece pela manhã, a montanha desapareceu, o brilho das estrelas se escondeu, o galo não canta mais de madrugada.

Você pode não acreditar, mas neste momento me vem uma solidão, uma vontade de chorar.

Escuto a música ALONE, do Judas Priest, e parece que as lembranças entram com mais carinho. E agora mesmo, lembro dos olhos da jovem garota que eu tanta amava, ela era linda, tão amiga e tão mulher. Lembro-me ali, sentado na calçada, cantando com os amigos... é, isso não mudou muito, consegui preservar. Às vezes acho que sou um rapaz fujão, mas não sou, posso garantir.

Lembro também das histórias daqueles senhores que contavam tão bem. E lembro ainda mais das mais vivas palavras de amor do meu pai, não sei, mas ele sempre me ensinou a amar. E amar é o bastante para caminhar entre espinhos e flores.

adenildo lima

3 comentários:

Sam disse...

Deixe com que a música te faça criança ao colo dela.

E sim, Ame!

O amor é a beleza mais simple e a riqueza maior de todas as fortunas que achamos possuir e conhecer.

Abraços

Cris Animal disse...

Sei como é essa saudade. Neste exato momento estou aqui na minha casa do síto; onde há céu, galo, sol. Onde a vida têm cheiro de terra e a terra têm cheiro de família.
Mais uns dias volto para Sampa e vou sentir tudo que está sentindo.
O que vale nessa vida?
Acho que seu pai falou tudo...vamos indo nessa, pq a vida precisa ser mágica onde quer que estejamos.
beijo
............Cris Animal

Luciana Horta disse...

Conheci seu blog hoje e me deparo com um post que pude sentir na minha pele...
Saudade é memória e eu quero ter sempre!
Bjos de Luz