terça-feira, 2 de dezembro de 2008

Você

Você parece a mulher que passa, passa lentamente, às vezes. Você tem o olhar da mulher que amo, mas que se encontra tão distante. Toco seus lábios, sinto sua língua suave na minha, aperto teu corpo, mas você some. Você parece muito com a mulher que estava sentada ao meu lado, lá no escurinho do cinema.

Ainda lembro aquele beijo gostoso. O beijo é o início de tudo, mas você some quando eu penso que te beijei. Você parece muito com a menina que passa: passa na praça sem graça com graça e apressa a pressa que regressa depressa e some às avessas. Você promete que quando passar vai deixar eu te acompanhar?

Você parece muito com a menina que eu amo, e passa.


adenildo lima

Nenhum comentário: