terça-feira, 30 de dezembro de 2008

Quase só

Sozinho, caminho sem saber pra onde. Onde você está? Estou cansado, e esta luta me cansa. Meus pés estão calejados de tanto andar. Te procuro: onde, aonde estás? O teu sorriso, guardado aqui dentro de mim, permanece vivo e cheio de esperança, mas não sei por onde andas. E sozinho te procuro.

Te procuro, não pelo fato de estar sozinho, mas pelo simples motivo de querer te encontrar. Eu tenho esperança e acredito no amor. Sempre acreditei! Você não mostra seu rosto, esconde o barulho dos seus passos, e eu saio, louco, te procurando.

Te procurando eu vou na esperança de poder um dia beijar sua face, e mais uma vez sentir seu amor. Você sabe o quanto te amo, o quanto te quero. Neste momento, sinto que mais um ano se aproxima, e outro fica, mas isso é apenas um ano. O tempo não existe, os dias não existem, nada existe. Em mim, existe apenas a esperança de poder ficar diante de ti, e me sentir tão igual e humano. Só isso, e basta para sermos mais felizes!

adenildo lima

3 comentários:

Esther disse...

Obrigada pela visitinha em meu blog!

Espero que vc encontre o que procura em 2009!

Concordo com vc sobre a simplicidade..
Há um espanto belo nas coisas simples,


bjs!

FRANCYELLE FERNANDES disse...

Nunca desista de seus sonhos, siga sempre em frente e nunca estarás sozinho.

Rosana disse...

Enquanto houver esperanças há sempre uma chance ... apenas deixe as coisas acontecerem da melhor forma possível!