segunda-feira, 15 de dezembro de 2008

O tempo e o vento

Hoje eu saí para passear, com aquela vontade de abraçar o vento, beijar a lua, sentir as estrelas...
Hoje eu procurei um verso em todos os livros de poesia para definir o que sentia a minha alma...
Hoje eu quis o futuro, eu quis o passado, eu quis o presente... eu quis você...
Hoje eu descobri que você estava longe... longe... longe... por isso quis abraçar o vento...


Eu quis abraçar o vento e beijar as estrelas e sentir o frio da lua aquecendo minha alma...
Eu quis caminhar livremente pelas calçadas das ruas sem ter ninguém para me impedir...
Eu quis você ao meu lado... só você... mas você estava longe... longe... longe... por isso caminhei...


Caminhei nos sonhos de uma criança, na esperança de um senhor....
Caminhei adiante pisando na terra de concreto que doía e doía.... a terra até chorava...
Caminhei querendo abraçar o sol e sentir você...


Mas você estava longe, longe, longe...
Mas você não apareceu...
Mas você não me disse bom dia...
Mas você me deixou sozinho caminhando...


Onde, aonde anda você?...

Adenildo Lima

3 comentários:

Márcio Ahimsa disse...

...caminhar a terra, vestir o vento, sentir o tempo viajando em nós como trem para as estrelas... E as pessoas tais e quais debulhando seus dias como uma ferrovia desgastada de tanto vai e vem.

Abraços Adê.

Rosana disse...

Expressão de todo sentimento que sente um um poeta ... vc é assim Adê ... um poeta em busca de algo ... sempre em busca ...

SAM disse...

Tô aqui Adê! Rsrsrsrs


Lindo seu texto amigo...Muito.

Meus sinceros votos de um feliz e renovador natal para você e seus familiares e que todas as suas esperanças se concretizem em 2009, .............!


BeijooooooooooooooooohohohohohohÔ!