sábado, 20 de dezembro de 2008

O momento

Agora mesmo, tive vontade de escrever um poema, mas a poesia não vem, o grito não vem, a fala não vem, a sede não vem, a menina sorridente não vem, a escuridão não vem... nada vem nesse momento.

Agora mesmo, lembrei das palavras de um poeta, mas as lembranças não vem, as palavras não vem, o sonho não vem, a realidade não vem, a escuridão apagou a luz no breve penar da noite e, a luz não vem.

Agora mesmo, percebo que não posso escrever nada além daquilo que não vem.

adenildo lima

2 comentários:

Vivian disse...

...a ausência de palavras,
muitas vezes falam mais
que todas elas juntas.

bjusss

Rosana disse...

Por agora não vem ...
Como o texto mesmo diz ... aguarde o MOMENTO e curta a poesia do silêncio!