quarta-feira, 3 de dezembro de 2008

E foi amor...

O mundo é uma grande contraversão. Um inverso indo em páginas perfeitas aos olhos da estupidez humana. O amor, no meio de tantas controvérsias, perde o seu valor diante dos passos corridos dessa humanidade que não sabe pra onde vai.
Qual o objetivo de correr tanto, trabalhar 10h ou mais por dia? Qual o caminho a ser seguido para viver? O que fazer num futuro breve, onde na verdade, na maioria das vezes, quando o futuro chega, a morte está ao lado, e quando não é a morte, é uma aposentadoria de merda. O que estamos fazendo: se erguer diante de um cargo e achar que é melhor do que os outros...? É ignorar o amor e achar que tudo na vida é para se banalizar geral?
Não sei. Só sei que cada um vive conforme acredita que é, mas é necessário... termos uma visão aguçada diante das coisas. Não podemos permitir a escravidão abertamente abstrata-concreta diante de nós, diante de tantas coisas que parecem boas, mas que são produtos de manipulação.
Vejo as religiões, hoje, por não ter nenhuma, me sinto até mais à vontade para falar. Que acreditem em Deus, que acreditem, sei lá em quê, mas é necessário não deixar as responsabilidades de conquistas nas mãos de um deus. Acredito que, quando a Bíblia fala que Deus está dentro de cada um, na minha interpretação, fica claro: não espere que caia do céu!!! oh... vai à luta!!!
Tudo bem que vejo Deus no seu olhar, no seu abraço, na natureza... tudo bem que deixei de acreditar em tudo para acreditar simplesmente no amor, para assim, poder ficar mais perto de você que é budista, católico, quer seja qual religião for, quer seja qual crença for...
Precisamos saber que ninguém é superior a ninguém, pelo amor de zeus!!! rs !!! - se você se coloca numa posição onde responde por um determinado público, seja humano apenas, permita que as pessoas se expressem, que digam seu ponto de vista... dialoguem, não se coloquem como: eu falei tá falado. Isso é ridículo!
E, já que foi o amor que me trouxe aqui para falar que te amo sem perguntar se me amas, deixo em aberto para você amar também sem escolher cor, ou qualquer coisa mais.

adenildo lima

2 comentários:

Flávia disse...

amar sem escolher cor... será que um dia a gente aprende isso?

muito obrigada pela visita que me fez, moço. Apareça sempre, será muito bem vindo :)

Beijos!

Rosana disse...

Sim ... hoje as pessoas não encontram tempo para dizer um "eu te amo!", e se esquecem do quanto isso é importante em nossas vidas! Devemos parar um instante e pensarmos sobre o amor de uma forma especial e gratificante! Pois a real felicidade é poder estar junto e compartilhar com nossos amigos, irmãos, parentes, conhecidos ou até mesmo com aqueles que mais necessitam de nosso carinho, ajuda, dedicação e amor!