sábado, 20 de dezembro de 2008

Cáfria

Existem momentos da nossa vida em que sentimos saudades de alguma coisa, agora mesmo senti saudade de Cáfria.

Cáfria, moça bela e mãe, teve tantos filhos, mas com o passar do tempo seus próprios filhos foram desprezando-a. Hoje, Ela é uma mãe solteira e, mesmo sendo desprezada, trabalha o dia inteiro para alimentar seu filho que fica em casa.

Seu filho ainda é criança. Ela muitas vezes chora, por não poder secar as lágrimas daquele inocente. E ela sabe que tem algo muito podereso querendo matá-la e querendo destruir ou comprar a inocência de sua criança. Ela corre para cuidar dos filhos dos brancos, enquanto os seus ficam em casa, sem mãe.

Sinto saudades de Cáfria, nome bonito, sonoro ao meu ouvido... eu luto por Cáfria para que não façam o seu luto. Eu brigo por Cáfria, também é minha mãe. Cáfria é esquecida, gostaria de não saber o motivo, mas eu sei. Sei, e fico feliz por saber, assim posso fazer alguma coisa por Cáfria.

Cáfria, Cáfria, Cáfria... quais palavras posso expressar por teu imenso amor? amor de mãe é infinito, eu sei.

adenildo lima

Nenhum comentário: