sexta-feira, 24 de outubro de 2008

O muro de Berlim

O muro de Berlim já não existe mais. A história retrata em seus escritos e imagens que no dia 9 de novembro de 1989, ele foi derrubado. Berlim não era mais duas cidades. A Alemanha não estava mais dividida, a República Federativa da Alemanha e a República Democrática Alemã, passaram-se a ser República Federal da Alemanha. O mundo não estava mais dividido.

Hoje, atravessando uma favela, vi várias crianças; várias crianças! Elas estavam brincando. Que felicidade seria poder ver crianças brincando. Mas elas estavam brincando de armas; alguns com armas de brinquedos e outros simbolizavam através de um pedaço de pau. Parecia um treino, um treinamento para uma guerra futura, bem próxima, bem ali na sua frente! O muro de Berlim não existe mais.

A infância é o momento principal para a construção da Identidade do ser humano. Se o Estado no lugar de entregar um Centro Cultural, permite que essas crianças brinquem de armas... Como será o futuro da nossa pátria? Ainda bem que O muro de Berlim não existe mais.

A Lei (Brasil) diz em seus belos artigos e códigos que uma criança de 0 a 6 anos é um bem social, que todos nós somos responsáveis. Se por acaso alguém ver uma criança sendo maltratada, denuncie! O Estado fará alguma coisa. E assim, já podemos começar falando de milhares e milhares de crianças brasileiras sem escola, sem moradia, sem família... Mas fico feliz, pois sei que O muro de Berlim não existe mais.

Talvez você também saiba que o Muro de Berlim não existe mais. Talvez você tenha percebido que este texto inicia falando desse tal muro de Berlim, mas vai fugindo aos poucos, e começa a ser percebidO também uma utopia, uma afirmação "O muro de Berlim não existe mais". E eu pergunto: qual muro mesmo eu estou falando? será que me perdi na construção deste texto?

Por Adenildo Lima

Um comentário:

marcela disse...

É triste tudo isso! Sem comentários!