sábado, 27 de setembro de 2008

Delírios e ilusão II

A morte, para quem morre, é um alívio, doída apenas para quem fica.

Por Adenildo Lima

Nenhum comentário: