sexta-feira, 8 de agosto de 2008

O era e o ser

O que eu era, não sou mais: eu era o seu namorado, hoje seu amigo; eu era o seu vizino, hoje o seu amante; eu era um estranho; hoje pai dos nossos filhos; eu era garçom, hoje professor - no final da história, você também é tudo o que era e não é nada do que era. Hoje, somos apenas isso: tudo o que éramos, tudo o que somos e tudo o que seremos. Somos a nossa história.

Por Adenildo Lima

Nenhum comentário: