sábado, 16 de agosto de 2008

O capitalismo

Vamos partir do pressuposto de que "todo o ser humano" é capitalista. Se moramos num mundo onde a luta mais intensa é a busca do dinheiro, se dar ao fato da humanindade ser individualista.

O individualismo é o retrato principal da nossa gente, dos nossos povos modernos, pós-modernos, contemporâneos. Precisamos ser sinceros e realistas diante da situação; não estou falando de um povo realista no sentido literário - calma aí! estou falando do realismo cara-a-cara: o homem diante do próprio homem.

Qual a identidade que o jovem tem hoje? é ir ao chopping e comprar uma roupa da hora, bem louca? Isso não é identidade, é status e isso é um vazio muito grande, capaz até de fazer com que os adolescentes se fechem dentro de suas casas se, ao contrário, não se sentirem bem com determinadas roupas.

O capitalismo é forte, tem um poder como nenhuma guerra no mundo teve até aos dias de hoje. Tudo é feito na intensão do dinheiro, na intensão de ter um carro melhor, um visual melhor e, não podemos esquecer que esse é o tempo em que o mundo nunca teve tanto dinheiro como tem hoje; dinheiro o suficiente para fazer com que a humanidade toda viva bem: com casa, emprego, saúde, estudos e, o principal, uma família.

Diante de toda esta sengação, o sengar o mais pobre e deixar o rico mais rico, a única coisa que podemos fazer é sermos nós mesmos; só espero que você também não seja mais um individualista que só pensa em você. O mundo não vai mudar, mas sua sala de aula, sua empresa, seu setor de trabalho - tudo isso pode mudar, só depende de cada um.

Por Adenildo Lima

Um comentário:

Rosana disse...

Está certo ... EU faço a diferença ... VOCÊ faz a diferença!
Essa responsabilidade depende de cada um de nós! A escolha está em nossa mãos!