sexta-feira, 8 de agosto de 2008

Não sei, mas não posso

- Vinícius, ainda não é o momento.
- Por que não, Júlia?
- Não sei, nos conhecemos há tão pouco tempo.
- Mas eu te quero tanto.
- Eu também, mas não posso.
- O que te impede, Júlia?!
- Não sei, quero algo mais romântico. É a minha primeira vez, sabia?
- Sim, eu sei, por isso queria que fosse comigo.
- Mas eu quero que seja noutro lugar, num lugar especial.
- Você não me ama?
- Amo! amo! e muito, mas não posso.
- Você devia saber que quando o corpo quer a alma entende.
- Será?
- Também não sei, mas só quero que saibas que para o amor não existe lugar. O verdadeiro amor brota até das pedras.
- Sim, eu sei disso,Vinícius, mas não posso.
- Você ama outra pessoa?
- Se o amor é compreensível, você vai me entender.
Por Adenildo Lima

Nenhum comentário: