sábado, 19 de julho de 2008

O charme do poema

Quem já parou para observar a beleza que é o corpo feminino: com aquela pele suave, com um gosto salgado endocicado? - sem dúvida é a obra de arte mais perfeita que a natureza criou.

Os seios são sensuais e dão charme ao poema - o corpo feminino é um lindo poema. Beijar os lábios molhados da menina perdida na esquina da vida, encontrada nos cantos do amor, é divino, não falo da menina da esquina da rua, mas daquela que espera com amor o beijo apaixonante apaixonado.

E quando a mulher anda com seu rebolar rebolando deixa os olhos masculino excitados. O seu andar transmite desejos com seus passos sensuais - e dão charme ao poema.

Como eu sinto o desejo de a cada dia mais poder caminhar nos mistérios do Labirinto do corpo feminino.

Por Adenildo Lima

2 comentários:

Rosana disse...

Eu como pessoalmente agradeço aos adjetivos aqui prestados e a delicadeza de expressão no que se refere à "mulher"! Uma pergunta a fazer: "será que hoje em dia o homem tem prestado atenção a esses pequenos detalhes sem querer se aventurar à procura de mais e mais ... com a desculpa de que tudo está tão liberal e fácil?
Uma observação: SEMPRE HÁ E HAVERÁ EXCEÇÕES

Anônimo disse...

Esse poema retrata o interior de alguém que se não conhece o sentimento e a beleza de uma mulher, com certeza, irá conhecer!