terça-feira, 29 de julho de 2008

José!

José, homem forte. O teu olhar, pura lição. o teu beijo, José, puro amor. Sinto tanta falta do teu carinho, do teu abraço, tuas palavras me aconselhando e dividindo os nossos conhecimentos: tão simples e tão humanas. José, por que o vento te levou? É tão difícil olhar as paredes e elas não ter mais rosto. (ao meu pai).

Por Adenildo Lima

Um comentário:

Rosana disse...

Pai ... qtos sentimentos nesta palavra ... de proteção, de cuidados, de carinho e, principalmente de MUITO amor. Quem os têm que cuidem e cativem com dedicação, sensibilidade e paciência. Nós somos a continuação da estrada que ele traçou bem lá atrás... e ele nos ensinou a sermos fortes e lutarmos por tudo aquilo que queremos. Alguns pais conseguiram passar tudo isso a seus filhos ... aqueles que não conseguiram e nem se esforçaram para tal ... talvez aprendam com os próprios filhos o valor e a essência dessa palavra.