quarta-feira, 2 de julho de 2008

Diga-me, o quê?

Os dias passam como o vento. Têm dias que percebemos o seu movimento, a sua essência, têm outros que existem apenas como sequência do dia anterior. Mas se partimos do pressuposto de que não existe passado nem futuro, precisamos aproveitar melhor cada momento vivido.
Por Adenildo Lima

2 comentários:

Anônimo disse...

É Adenildo ... é exatamente assim... sem passado e sem presente! É exatamente dessa forma que devemos encarar a vida para assim podermos desfrutar de todos momentos que ela nos proporciona, com intensidade e vivacidade!

Rosana disse...

Oi Adê, se a vida está aí para ser sentida e vivida a cada dia que passa, para que nos preocuparmos com o passado ou o futuro, se aproveitamos o "passado" para realizarmos um "futuro" melhor?!