segunda-feira, 14 de abril de 2008

Mulher

Diante da tela deste micro computador, fico procurando um tema para escrever alguma coisa. De repente me vem à cabeça a palavra mulher. Paro, penso um pouco... Sei que é um assunto extenso, e com tantas perguntas sem respostas.

Uma das coisas que diferencia a mulher do homem é a sensibilidade. A mulher é sensível, assim como um poema de amor. Transmite emoção, sonhos, desejos... Tantas interpretações. Sinto-me encantado com o abraço da mulher, é carinhoso, principalmente quando vem com um “eu te amo no meu ouvido”. Mulher chora, e não sente vergonha. Já o homem acha que chorar é deixar de ser humano. A mulher não, ela mostra o seu lado humano em cada lágrima que cai.

Algumas vezes tento penetrar na alma da mulher. Como é doce a alma feminina. Bem mais doce do que o mel e mais perigoso do que uma cobra é o desejo dela ao sentir-se desprezada. Mulher não trai, ela apenas busca o amor em outro, por lhe faltar em casa. Já para o homem é pura diversão. Partindo do ponto lógico desta frase – traição não existe. Traído é aquele que não consegue dar o amor necessário.

Já, quase terminando o texto, fico pensando: se uma mulher ler este pequeno texto, talvez fique feliz e deixe um comentário para o autor, talvez triste, não sei. Só sei que difícil é entendê-la. Mas não me preocupo com isso não, vivo descobrindo a cada segundo que estou com uma delas, que seja conversando, que seja lhe beijando, ou até mesmo nos momentos em que unimos nossos corpos em um, afinal a vida é sempre uma descoberta.
Por: Adenildo Lima

Nenhum comentário: